free bootstrap templates

Tecnologia Digital Aplicada à Música

CONTEÚDO LIVRO A ARTE DA MIXAGEM

Este livro foi escrito por David Gibson para responder a pergunta: "Como mixar?". Para esta pergunta, o livro utiliza gráficos para fazer compreender o “mundo da dinâmica” que um engenheiro pode criar com o equipamento no estúdio. Em nossa versão eletrônica (PDF) completa em português, os gráficos das mixagens são acompanhados das músicas em formato mp3 para que dessa forma você possa ver e ouvir a mixagem. São 335 páginas ricamente ilustradas, divididas em sete capítulos cobrindo todos os aspectos necessários para a realização de uma mixagem profissional.

E-Book Formato PDF - Remessa de link para download por mensagem de correio eletrônico. 
  
CONTEÚDO
 
Introdução
Este livro foi criado para explicar como criar boas mixagens. No entanto, a boa mixagem é somente um dos aspectos de uma gravação. Outros fatores também contribuem para o que é reconhecido como uma gravação e uma mixagem de qualidade.

Capítulo 1
“Todos os aspectos da Gravação de uma Peça Musical” inicia cobrindo os onze aspectos de uma gravação: conceito,
melodia, ritmo, harmonia, letra, arranjo, instrumental, estrutura da canção, performance, qualidade dos
equipamentos envolvidos, e finalmente a mixagem.

Cada um desses aspectos deve ao menos possuir uma boa qualidade. Mesmo que apenas um dos aspectos não possua uma boa qualidade isso com certeza comprometerá a qualidade da gravação como um todo. A mixagem é somente um dos onze aspectos, no entanto podemos considerá-la como a mais poderosa, pois ela pode esconder aspectos defeituosos e realçar a os aspectos mais fortes.

Neste primeiro capítulo iremos explorar o que o engenheiro pode fazer para refinar cada um destes componentes. O
restante do livro com o que pode ser feito somente com cada aspecto da mixagem.

Capitulo 2
“Representações Visuais da cena de Mixagem” introduz a estrutura visual para representar a “cena da mixagem”
posicionando os sons entre os alto-falantes. A seção A mostra as diferenças entre a percepção física das ondas sonoras que saem dos alto-falantes e a percepção imaginada da cena de mixagem.

Isto é importante, pois algumas vezes estas duas percepções  são confundidas, e os gráficos representam somente as ondas sonoras na “cena da mixagem” e não fisicamente. A seção B introduz visualmente o volume, a freqüência e o pan. Define os limites da “cena de mixagem”, ou seja, o espaço limitado entre os alto-falantes onde a mixagem
ocorre.

A seção C explica como e porque específicos Visuais foram escolhidos para cada som e efeito no estúdio.

Capítulo 3
“Guia para mixagem” explica todas as razões para escolha de um determinado tipo de mixagem.

A seção A explica como o estilo da música afeta a forma como uma canção deve ser mixada. A seção B descreve como a canção e todos os seus detalhes são mixados. Cobre cada detalhe de uma canção e explica como cada aspecto pode afetar o posicionamento de volume, EQ, Pan e efeitos.
 
A seção C discute como as pessoas envolvidas: o engenheiro, o produtor, a banda e o público alvo contribuem na forma em que uma canção é mixada. Explica as tarefas mais difíceis do engenheiro: exames de valores, sugestões e idéias que são dados pelas pessoas que estão envolvidas no projeto, ajudando na decisão do que é melhor para o projeto, como trabalhar com diplomacia com todos de forma a conseguir os melhores resultados.
 
Capítulo 4
“Funções dos Equipamentos do Estúdio e representação Visual de Todos os Parâmetros”, utiliza as imagens apresentadas no capítulo 2 para descrever a função específica de cada equipamento individual do estúdio na mixagem. De forma rápida, porém bastante técnica, explica o que cada equipamento faz. (Como você poderá ver, os Visuais tornarão bem fácil a compreensão das funções mais complexas).
 
A seção A explica as funções básicas dos faders, do compressor/limiter, noise gate, e como ajustá-los em diferentes instrumentos de vários estilos musicais.
 
A seção B explica as diferenças entre vários tipos de equalizadores-gráficos, paramétricos e roll-offs e descreve
todas as faixas de freqüências dos sons. Além das freqüências individuais, é também importante compreender como as diferentes freqüências trabalham em conjunto para criar sons ou timbres. Esta estrutura harmônica é a base do som. Este conhecimento é muito importante, pois quando você utiliza um equalizador, na realidade você está alterando o volume do harmônico do som em que o equalizador está sendo aplicado. E o mais importante ainda é que esta seção lhe dará um passo a passo de como utilizar um equalizador corretamente.
 
A seção C cobre os princípios de posicionamento à esquerda e à direita em uma mixagem.
 
A seção D descreve cada uma das funções mais comuns e os parâmetros de delay, flanger, chorus, phaser shifts
(deslocadores de fase), reverbs e processadores harmônicos. Neste ponto todos os detalhes do equipamento terão sido cobertos de forma Visual. As representações visuais serão utilizadas agora para mostrar como todo o equipamento é utilizado para criar estilos diferentes de mixagens.
 
Capítulo 5 
“Tradição, Dinâmica Musical Comum criada com o equipamento do Estúdio”, discute primeiramente a dinâmica
diferente encontrada na música e na incrivelmente larga faixa de possíveis dinâmicas que as diferentes pessoas percebem na música, incluindo sentimentos e emoções, maneiras de pensar, reações psicológicas, reações fisiológicas e físicas, culturais e até mesmo espirituais. A mixagem e os equipamentos do estúdio também podem criar dinâmicas musicais e emocionais. Consequentemente o engenheiro não deve somente saber o que cada equipamento faz, mas também deve se familiarizar com as complexas dinâmicas que podem ser criadas com o equipamento numa mixagem. Este capítulo faz um exame de como cada parte do equipamento pode criar uma dinâmica musical e emocional baseada no estilo musical, no estilo da canção e de seus detalhes, e acima de tudo baseada no que as pessoas querem. O capítulo começa definindo os três níveis de dinâmica que podem ser cridos com cada uma das ferramentas do control room – volume, EQ, pan e efeitos. Descreve cada ferramenta do control room, explicando, tomando como base, os três níveis de dinâmica para volume, equalização, pan e efeitos baseados em andamento/tempo: posicionamento individual e ajustes relativos, padrões de posicionamento e configuração de ajustes.

Uma vez que você tenha entendido tudo o que pode ser realizado com o equipamento do estúdio, um novo mundo será aberto para você.

Capítulo 6
“Estilos de Mixagem” é a exploração a fundo das dinâmicas que podem ser criadas com todos os equipamentos sendo utilizados juntos. Explica como dinâmicas de alto nível podem ser criadas utilizando-se de combinações de uma grande variedade de múltiplos ajustes e configurações. 
Uma vez você tenha criado um contexto ou um estilo de mixagem próprio, as dinâmicas mais intensas poderão ser criadas, alterando-se todos os ajustes de todo o equipamento de forma a permitir sua criação. Não há nada mais intenso e poderoso do que isso. Este capítulo discute esta técnica.
 
Capítulo 7
“A Relação da Dinâmica Musical Criada pelo Equipamento com a Dinâmica Musical Encontrada nas Músicas e Canções”, este capítulo visa ajudá-lo à sua maneira nesta exploração de todos os relacionamentos existentes entre a dinâmica que você criou com sua mixagem e as outras mixagens encontradas em música similares ou de mesmo estilo. Neste momento você terá condição de lembrar de tudo o que pode ser feito numa mixagem. Você entenderá o que os outros engenheiros fizeram nas músicas no momento em que as estiver ouvindo. E perguntará a si próprio: “Eu posso fazer o que eles fazem?”. E chegará a conclusão que sim, e terá a segurança necessária para desenvolver o seu próprio estilo de mixagem.
 
 
A Arte da Mixagem - David Gibson

E-Book (formato PDF) - Remessa de link para download por mensagem de correio eletrônico.

Create awesome mobile-friendly websites. No coding and free.

SIGA A MUSICAUDIO

É muito fácil falar com a gente.

Mande uma mensagem e tire suas dúvidas.

Nosso Whatsapp

+55 (68) 9 9223 8821

Assine nossa Newsletter e fique
por dentro das novidades

Agradecemos sua inscrição. A partir de agora você irá receber no email informado nossas novidades, notícias e atualizações. Lembramos que você pode deixar de receber nossas mensagens, bastando para isso enviar um email para musicaudio.comercial@gmail.com com o assunto "Não desejo mais receber emails".

NOSSO ENDEREÇO
Rua Guarujá, 160
Village Maciel
CEP 69.918-504
Rio Branco - AC - Brasil

CONTATOS
Email: musicaudio.comercial@gmail.com
Fone (Whatsapp): +55 (68) 9 9223 8821

Agradecemos o seu contato. Estaremos enviando uma resposta o mais breve possível. Você também pode entrar em contato conosco via Whatsapp +55 (68) 9 9223 8821.