website maker

HOME STUDIO

Tudo o que você precisa saber para montar o seu Home Studio

FUNDAMENTOS BÁSICOS

Sem eles nada se constrói

A maioria das pessoas acha que construir um home studio é um projeto grande e complicado. Mas a verdade é que começar é muito mais fácil do que se possa imaginar.

Basta pesquisar em qualquer loja e você irá encontrar milhares de microfones. Será que você realmente precisa de tantos assim num simples home studio?

O principal erro dos novatos é subestimar a importância da acústica do ambiente, pensando que, só por terem um microfone condensador bom e monitores de estúdio caros obterão, como em um passe de mágica, som de qualidade.

Depois de adquirir os equipamentos básicos de gravação, o seu próximo passo é projetar a sala. Uma sala bem projetada faz toda a diferença e evita muitas futuras dores de cabeça.

Quando os novatos finalmente concluem o difícil processo de construção dos seus home studios, eles ficam tão orgulhosos de si mesmos que esquecem da parte mais importante do que estão tentando alcançar que é usar o estúdio para gravar músicas.

Independentemente de você ser um novato ou de já ter trabalhado um tempo em um home studio decente, mais ou cedo ou mais tarde você pergunta qual será o próximo passo. Nosso objetivo aqui é ajudá-lo a descobrir qual é o próximo passo.

TEORIA

Sem ela não há prática eficiente

Hoje em dia, o áudio digital está presente em praticamente todos os estúdios, tanto profissionais quanto amadores. Ainda assim, poucas pessoas compreendem de verdade o que há por trás dele.

Se você quer fazer mixagens profissionais, é imprescindível entender esse conceito. E não adianta dizer que os seus ouvidos e intuição são tudo o que você precisa para fazer mixagens profissionais. Se você quer se enganar, continue assim.

Quantos músicos realmente sabem e entendem o que é um decibel? Não são muitos, e isso não é surpresa.
Porque a verdade é que os decibels ou decibels (as duas formas estão corretas) são confusos. Muito confusos.

Sabe quando você ouve um som e, instantaneamente, vira a cabeça na direção dele? Você já se perguntou como é que sabemos de onde vem o som?
Utilizamos essa incrível habilidade auditiva diariamente, tanto na música quanto na vida real. Mesmo assim, poucos compreendem como ela funciona. Então vamos saber agora.

Se você costuma ler a descrição de produto dos microfones deve ter percebido que os termos Cardióide, Omnidirecional e Figura 8 (ou Bidirecional) aparecem várias vezes.
Mas qual é o significado deles?
E por que eles são tão importantes na escolha do microfone certo?

Sabe o que acontece com o som que entra no microfone?
De forma resumida, ele viaja por um canal complexo do equipamento e, eventualmente, ressurge nos monitores.
Mas e quanto à versão longa da história? Para onde exatamente o som vai? E por que?

TÉCNICAS

A prática exercida com consciência

Décadas atrás, se você era músico e queria gravar um disco era só tocar com a sua banda em bares e clubes todas as noites e ficar rezando que algum produtor dos bons estivesse na plateia, ficasse impressionado e lhes desse uma chance. Hoje não funciona mais assim.

Depois do estúdio montado você pergunta como pode começar a gravar os instrumentos musicais? O que funciona nos estúdios profissionais não funciona muito bem nos home studios. Isso porque a falta de equipamento costuma forçar a invenção de atalhos criativos.
Aqui apresentamos vários métodos práticos de gravação.

Todos nós gravamos vocais.
E todo ouvinte presta mais atenção neles. Portanto, o processo de gravação requer que você faça o melhor trabalho possível. E, justamente por necessitar de conhecimento, equipamentos e técnicas, esse processo pode abalar os iniciantes, especialmente os que acabaram de começar.

Quando você ouve sobre o poder do posicionamento dos microfones pela primeira vez, você fica instantaneamente fascinado.
Será que centímetros de diferença no posicionamento realmente causam impacto no som? 

Parece muito tentador, não é?
Não precisa de monitores caríssimos, nem de uma enorme sala de controle com tratamento acústico sofisticado. É só você, seus fones de ouvido e as trilhas que irão virar a próxima obra-prima da música mundial.
Mas mixar só com os fones é um pouco mais complicado que isso. 

É burrice gastar milhares de reais com monitores de estúdio e desperdiçar o potencial deles posicionando-os de forma errada. Concorda? Pois é exatamente isso o que muita gente faz. 

LISTAS, ANÁLISES, COMPARAÇÕES E PREÇOS DE EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS

Guias para as melhores escolhas

Hoje em dia, ano 2018, em que praticamente todo processo de gravação musical é digital, a primeira pergunta que surge na cabeça de um músico iniciante no ramo da produção musical é:
Qual computador eu devo comprar?

Desde a década de 1990, quando as gravações caseiras começaram, e as primeiras versões das DAW modernas começaram a surgir, as pessoas discutem a respeito de qual deles é o melhor. Para quem está começando, é uma decisão difícil, certo?

Esteja você começando a construir um novo home studio, ou melhorando um já existente, não há equipamento que gere mais confusão ao se comprar do que as interfaces de áudio. Porque entre as dezenas de opções, cada uma é projetada para suprir a demanda de um determinado “tipo” específico de estúdio.

Talvez, mais do que qualquer outro equipamento de gravação de áudio, os monitores de estúdio são considerados, possivelmente, a ferramenta individual mais importante para obtenção de sons de alta qualidade.

Conforme o estúdio vai amadurecendo, inicia-se um inevitável processo de substituição gradual do equipamento que está em cima de mesas e bancadas por equipamentos de rack, que são mais caros e também de melhor qualidade, razão pela qual quase somente são vistos em grandes estúdios profissionais.

Cabos têm alguma importância?
Pergunte a qualquer profissional que trabalha com áudio e você provavelmente não ouvirá uma resposta clara, isso porque, por um lado, dirão a você que um cabo é apenas um cabo e não importa muito. Mas se você parar e somar o quanto eles gastaram com os cabos deles, o valor será maior que o do seu estúdio inteiro.

Com o passar do tempo os home studios passam a ter muitos cabos. Isso acontece tão devagar que você nem percebe. Até que um dia você olha em volta e vê que seu chão está coberto de cabos pretos e a traseira do seu rack parece mais uma teia de aranha com tanto cabo. A solução para resolver isso é utilizar multicabos.

Não leva muito tempo para qualquer um perceber que pedestais de microfone bons não recebem tanto crédito quanto merecem. Porque enquanto os novatos acham que eles são todos iguais, músicos experientes sabem que não é bem assim.

Como sabemos, quando os monitores de estúdio não estão posicionados de forma correta a qualidade do som acaba sendo prejudicada. Embora alguns estúdios consigam encontrar aquele “lugarzinho ideal”, apenas posicionando os monitores sobre a mesa, muitos preferem a flexibilidade extra proporcionada por um par decente de pedestais para monitores de estúdio.

Hoje em dia, com as atenções voltadas ao lançamento de equipamentos novos e melhores, como por exemplo, dos microfones condensadores e monitores de estúdio, é fácil negligenciar alguns dos aspectos menos glamourosos dos estúdios, como os cabos, por exemplo.

Muitos antes de você começar a gravar em casa, você já fantasiava a respeito do quão legal seria, um dia, sentar na frente de uma daquelas mesas analógicas de mixagem gigantes, igual aos caras profissionais fazem.

Hoje em dia gravamos sozinhos em nossos home studios. Isso porque a cada dia a tecnologia avança e mais instrumentos podem ser imitados com os chamados softwares synths. Trabalhos que a alguns anos atrás exigiam uma legião de músicos, hoje são feitos apenas por uma pessoa, usando um soft synth, um controlador MIDI, e uma placa de áudio.

Conforme os estúdios vão amadurecendo, um upgrade comum que os proprietários costumam fazer é adquirir um conjunto de monitores para poderem conferir suas mixagens em dispositivos diferentes.

Entre as dezenas de gadgets que usamos como músicos nenhum deles é tão incompreendido como o Direct Box, também conhecido como DI.
Praticamente todas as etapas os terão de alguma forma ou de outra, e no estúdio, virtualmente toda interface de áudio tem um embutido. No entanto, quantos de nós podem realmente explicar exatamente o que eles fazem?

Você já parou para pensar em quantas horas você passa sentado em seu estúdio semanalmente?
Provavelmente muitas, não é?
E, embora você não se importe muito com isso no começo, eventualmente, você acaba percebendo que poderá passar todas elas sentado confortavelmente ou não.

Aqui apresentamos uma relação com os dez melhores microfones, de acordo com nossa opinião. Os critérios observados não foram somente a qualidade, mas também a acessibilidade, e o custo/benefício.

Se você for como a maioria dos guitarristas, quando começou a tocar, deve ter embarcado numa jornada infindável pela busca do “timbre perfeito”. Ainda assim, mesmo quando você pensa tê-lo encontrado, percebe que venceu apenas metade da batalha, porque ainda precisa fazer sua guitarra soar bem nas suas gravações.

Para todos nós, chega a hora em que a estação de trabalho improvisada com que começamos não consegue mais comportar as demandas sempre crescentes do nosso estúdio.
Chega então a hora de investir em uma escrivaninha/mesa mais apropriada. 

Bootstrap 3 has been noted as one of the most reliable and proven frameworks and Mobirise has been equipped to develop websites using this framework.

One of Bootstrap 3's big points is responsiveness and Mobirise makes effective use of this by generating highly responsive website for you.

Google has a highly exhaustive list of fonts compiled into its web font platform and Mobirise makes it easy for you to use them on your website easily and freely.

Mesmo que tenham começado como equipamentos para diversão, não há dúvidas que nos dias de hoje os microfones USB são mais populares do que nunca. Para home studios, podcasters, Youtubers e muitos outros, este tipo de microfone se converteu em uma ferramenta padrão do mercado.

Cansado de usar sempre microfones condensador? Isso acontece com todo mundo.
Nesse caso, qualquer produtor poderia lhe dizer que um novo e flamejante microfone de fita pode ser justamente o que você está buscando.

Todos queremos que nossas mixagens soem bem pelo menor custo possível, certo? E, apesar da maioria das pessoas confiarem em seus monitores de estúdio e/ou tratamento acústico para resolverem esse problema, é claro que o primeiro passo é captar os instrumentos da forma correta, no momento da gravação.

Em se tratando de microfones, a primeira pergunta na cabeça de qualquer iniciante é: Qual o melhor microfone para gravação de vocais? Bem, a verdade é que... Uma lista com os “melhores” microfones vocais não teria nenhum item por menos de R$ 10.000,00. E, para um estúdio básico, pagar tudo isso seria ridículo. Mas a boa notícia é que existem muitas alternativas interessantes por muito menos.

Apesar dos microfones condensadores parecerem mais atraentes para os novatos comuns, qualquer engenheiro dirá que um bom set de microfones dinâmicos é a base de qualquer coleção de microfones.
Mas entre as centenas de modelos existem alguns poucos que todo estúdio têm e que todo home studio deveria ter, porque eles vêm provando seu valor por décadas.

Quando você começa a construir um home studio sem saber absolutamente nada sobre gravação musical, mesmo assim, um dos poucos equipamentos que você talvez saiba reconhecer é o microfone condensador. Qual microfone condensador eu devo comprar?
Então, mais adiante, após o problema inicial ser resolvido, você logo descobre que, não importa quantos microfones você tenha, você sempre vai querer outro que ainda não possui.

É uma ferramenta simples, com uma função simples. Ela bloqueia aquelas “explosões” vocais feias e impede que os cantores babem no seu microfone. E é só isso.
Então, naturalmente, a gente assume que todos os pop filters sejam iguais, certo?
Aqui apresentamos uma análise onde comparamos 7 dos melhores pop filters do mercado.

Quando você investe dinheiro em bons monitores de estúdio é porque você entende e aprecia o valor da precisão do processo de monitoração. Por isso, não faz sentido ignorar um acessório que pode fazer os monitores brilharem. Estamos falando dos pads de isolamento para monitores.

Alguns dos kits de hoje têm uma sonoridade tão boa, que acaba sendo difícil distingui­los de baterias acústicas reais. Eles não são apenas ótimos para quem toca ao vivo, como também são particularmente úteis para os donos e usuários dos estúdios de gravação. 

Algo que todo equipamento musical necessita é de energia, porém, muitas pessoas presumem que toda forma de energia é igual, quando, na realidade, não é bem assim.
Afinal de contas, dependendo de onde você mora, as fontes de energia locais podem sofrer com uma série de problemas crônicos, tais como: ruídos de interferência que afetam sonoridade, flutuações de voltagem que causam desgastes nos equipamentos, surtos elétricos que podem destruir seus equipamentos em um piscar de olhos.

Você dá um grande passo quando finalmente começa a gravar outras pessoas. Primeiro, porque é assustador convidar gente de fora para usar o seu estúdio pela primeira vez. E segundo, porque isso significa que você vai precisar de algumas melhorias. A maioria das pessoas começa com um amplificador para fones de ouvido. E se você pesquisar um pouco, vai ver que as opções de modelos podem variar muito em termos de funcionalidade e preço.

Para todos nós, chega o momento em que os pré­amplificadores de microfone das interfaces de áudio tornam­se ineficazes, e acabamos necessitando de algo mais sofisticado.
Alguns de nós precisam de mais canais para gravar bandas em tempo real, já outros querem um canal premium para fazer os vocais brilharem.

TRATAMENTO ACÚSTICO

Sem ele não há resultado profissional

É engraçado como a gente nunca percebe o quão barulhento o mundo realmente é até resolver montar um estúdio de gravação. Todos aqueles barulhos de fundo que a gente nem notava antes tornam-se repentinamente óbvios quando captados por um microfone condensador de qualidade. Motivo pelo qual uma das primeiras perguntas que os iniciantes fazem é como isolar a sala de gravação acusticamente?

Geralmente, quando os iniciantes planejam montar seus estúdios eles esquecem do elemento de tratamento acústico mais importante que são, é claro, as: Armadilhas de Graves (ou Bass Traps). Porque, embora os painéis acústicos normais sejam ótimos em absorver frequências médias e baixas, eles não são muito bons com as frequências mais baixas com as quais os estúdios têm maiores problemas, especialmente aqueles com salas menores, e monitores de estúdio maiores.

Para gravar sons com qualidade, você precisa de tratamento acústico. Isso é fato.
Após instalar suas armadilhas de graves, o próximo passo é acrescentar os painéis acústicos.
Porém, ao colocar em prática esse projeto, os novatos geralmente se perguntam coisas tipo:
● De quantos painéis eu preciso?
● Quanto isso vai me custar?
● Posso fazê-los eu mesmo?
● Como faço para instalá-los?

SIGA A MUSICAUDIO

É muito fácil falar com a gente.

Mande uma mensagem e tire suas dúvidas.

Nosso Whatsapp

+55 (68) 9 9223 8821

Assine nossa Newsletter e fique
por dentro das novidades

Agradecemos sua inscrição. A partir de agora você irá receber no email informado nossas novidades, notícias e atualizações. Lembramos que você pode deixar de receber nossas mensagens, bastando para isso enviar um email para musicaudio.comercial@gmail.com com o assunto "Não desejo mais receber emails".

NOSSO ENDEREÇO
Rua Guarujá, 160
Village Maciel
CEP 69.918-504
Rio Branco - AC - Brasil

CONTATOS
Email: musicaudio.comercial@gmail.com
Fone (Whatsapp): +55 (68) 9 9223 8821

Agradecemos o seu contato. Estaremos enviando uma resposta o mais breve possível. Você também pode entrar em contato conosco via Whatsapp +55 (68) 9 9223 8821.